×

Chamam-se Rajwa, Sofia, Thérèse, Bettina e Nuruj. São mulheres comuns. Mulheres que inspiram, descobertas pela Médicos do Mundo e pelo fotógrafo Denis Rouvre.

Inspirado no desejo de testemunhar a violência contra as mulheres, o projecto fotográfico “Mulheres que Inspiram” dá voz a mulheres de todo o mundo. Algumas estão em fuga de zonas de conflito, outras são activistas contra a ordem social estabelecida, algumas não tiveram outra opção do que continuar em frente e há ainda aquelas que tomaram a decisão de agir.

“Mulheres que Inspiram” significa ouvir o inaudível: a violência emocional, física e institucional perpetrada contra milhões de mulheres. Ao mesmo tempo, é um apelo dos movimentos que estão a conduzir a mudança. Demonstra ainda o compromisso de mulheres comuns de todo o mundo que lutam para que os seus direitos fundamentais sejam respeitados.

Este conjunto de fotografias e de testemunhos evidencia actos de resistência, acções visíveis e silenciosas que, de forma incansável, prosseguem o mesmo objectivo: sensibilizar, provocar a mudança na vida das mulheres e restabelecer os direitos fundamentais que têm sido desrespeitados.

Todos os 60 retratos e testemunhos, realizados e recolhidos em 2018 e 2019, vão fazer parte de um exposição que pretende imergir o público nas vidas destas mulheres, através das suas histórias, combinando a fotografia e as contribuições escritas e orais. O projecto vai poder ser visto em França no Outono de 2019, antes de uma digressão mundial em 2020.

Denis Rouvre